Aumento da produtividade com ferramentas revestidas a diamante CVD
Logos
tipo de financiamento Industry National
acrónimo/
referência
PRODIAM
referência alternative POCI-01-0247-FEDER-006318
grupo(s) de investigação 3 - materiais de carbono, compósitos e revestimentos funcionais;
departamento Materials and Ceramic Engineering (DEMaC)
período de execução 2016-01-01 - 2017-06-30 ( 18 Meses )
resumo/
palavras-chave
Este projeto teve como base todo o trabalho já desenvolvido entre a UA e a DURIT e que permitiu validar a tecnologia dos revestimentos de diamante do ponto de vista de conceito e de aplicação, mas utilizando reatores laboratoriais de deposição química em fase vapor assistida por filamento quente (HFCVD). Estando identificada a necessidade concreta da DURIT de fazer evoluir a tecnologia da fase de protótipos ou pré-séries para uma fase demonstradora, pretendeu-se com o projeto PRODIAM que a DURIT se tornasse autónoma na produção e utilização de ferramentas revestidas com diamante CVD.
Só deste modo conseguiria consolidar a tecnologia, explorá-la industrialmente e garantir a reprodutibilidade na produção e na utilização das novas ferramentas. Por outro lado pretendeu-se também que o projeto PRODIAM facilitasse o desenvolvimento de tecnologia própria junto de fornecedores locais, na forma de um reator HFCVD para produção de revestimentos de diamante. Esta revelou-se ser uma opção de custo comportável que confere uma autonomia que permite à DURIT responder a todas as solicitações internas e externas, ao ritmo imposto pela produção e pedidos dos seus clientes.
coordenador
/ip local
Filipe José Alves de Oliveira
ciceco status Parceiro
instituição proponente DURIT – Metalurgia Portuguesa do Tungstenio
instituições participante(s) Universidade de Aveiro (UA)
participação industrial Sim
parceiro(s) internacional Não
orçamento ciceco 133.981€
centro de custos 3.50.192
link http://m.durit.com/fileadmin/durit/news/2017/NP1712598_diptico_v05_low.pdf
publicações
Apoio

1suponsers_list_ciceco.jpg