Desenvolvimento de novas peças em grés com maior valor acrescentado através de processos mais sustentáveis
Logos
tipo de financiamento Industry National
acrónimo/
referência
M2GRES2
referência alternative POCI-01-0247-FEDER-017993
grupo(s) de investigação 5 - materiais biomédicos e biomiméticos;
departamento Materials and Ceramic Engineering (DEMaC)
período de execução 2016-09-01 - 2019-08-31 ( 36 Meses )
resumo/
palavras-chave

Descrição do Projeto

No seguimento dos resultados alcançados no projeto M2Grés, e consciente das limitações ainda existentes ao nível da louça em grés e da necessidade da Riastone se tornar mais competitiva face aos seus concorrentes, decidiu-se criar o presente projeto designado “M2G2 – Desenvolvimento de novas peças em grés de elevado valor acrescentado, através de um processo mais sustentável do ponto de vista económico e ambiental”.

Este projeto surge, assim, como resposta às limitações ainda existentes relacionadas com a resistência das peças de louça em grés ao metal-marking, bem como com a necessidade de uma utilização em serviço mais prolongada, introduzindo simultaneamente uma componente decorativa que pretende elevar o valor dos produtos finais.

Neste contexto, é essencial a realização de trabalhos com uma forte componente de I&D, que permitam a conceção de novas formulações de pastas e vidrados e utilização de técnicas inovadoras de decoração para o desenvolvimento de novas peças em grés.

Definiu-se uma estratégia assente em quatro vertentes de investigação:

  • Resistência mecânica/espessura: o atual produto em grés tem uma elevada espessura (cerca de 30% superior à da porcelana), o que o torna pesado. Pretende-se reduzir essa espessura sem prejuízo da atual resistência mecânica, necessitando, para tal, de alterar a formulação das pastas;
  • Resistência química: o produto porcelana é adequado para utilização em hotelaria por ter elevada resistência às lavagens consecutivas e com detergentes agressivos, mantendo o brilho e a resistência ao risco e ao metal-marking. O atual produto em grés consegue atingir a resistência ao metal-marking pretendida, mas tem um ciclo de vida significativamente inferior, uma vez que que as lavagens danificam severamente os vidrados.
  • Decoração: o produto Riastone é vendido em cores sólidas e, tradicionalmente, o produto grés não é decorado porque a operação aumenta excessivamente os custos de produção, originando um aumento do preço de venda que os clientes não estão dispostos a suportar.

Neste contexto, é necessário investigar novos pigmentos para uso nos seus vidrados, que mantenham a compatibilidade com o processo de monocozedura, com o intuito de produzir novos de efeitos decorativos, assim como avaliar a possibilidade de adotar novas tecnologias (e.g. impressão digital);

  • Eficiência energética: A eficiência energética associada ao processo de monocozedura é um desafio atual. Qualquer redução de tempo e temperatura de cozedura traduzir-se-á na melhoria da sustentabilidade ambiental e na redução de custos. No entanto, todas as alterações que conduzam a ganhos significativos obrigam a ajustes na formulação das pastas e, consequente alteração das formulações de vidrados a aplicar, para que se consigam obter as características desejadas para o produto final.

 

Melhoria / Vantagem Competitiva / Benefícios Gerados

  • Alargar a comercialização os nossos produtos para mais clientes a nível nacional e internacional;
  • Desenvolver novas peças em grés com maior valor acrescentado, com base em pastas e vidrados significativamente melhorados e economicamente sustentáveis;
  • Desenvolver novas técnicas de decoração (decoração digital);
  • Contribuir para a sustentabilidade ambiental.

 

Resultados esperados:

  • Reduzir a espessura das peças em cerca de 10%, continuando a garantir uma resistência ao impacto do bordo de 0.05J;
  • Reduzir os níveis de absorção de água da pasta para valores abaixo de 2,5%;
  • Reduzir a temperatura de cozedura para valores entre 1150 – 1160 ºC.
  • Novos vidrados com resistência ao nível do metal-marking superior ou igual a grau 2;
  • Ao fim de 200 ciclos de lavagem, apresentar uma resistência ao metal-marking superior ou igual a 1 e uma perda de brilho não superior a 20 lux;
  • Reduzir o tempo de ciclo de cozedura em 30±10 minutos;
  • Aumentar a produtividade em 8% (número de peças cozidas);
  • Reduzir o consumo energético do processo em 10%;
  • Atingir, em 2020, um volume de negócios global superior a 16 milhões de Euros;
  • Atingir, em 2020, uma taxa de exportações de aproximadamente 95% do volume de negócios total.
coordenador
/ip local
Pedro Mantas
ciceco status Parceiro
instituição proponente Universidade de Aveiro (UA)
instituições participante(s)

ADELINO DUARTE DA MOTA, AS; Universidade de Aveiro; VITRICER;

parceiro(s) internacional Não
orçamento ciceco 207.979€
centro de custos 3.50.202
publicações
Adicionar uma nova publicação / Add new Publication
Adicionar uma nova publicação / Add new Publication
Adicionar uma nova publicação / Add new Publication
Adicionar uma nova publicação / Add new Publication
Adicionar uma nova publicação / Add new Publication
Apoio

1suponsers_list_ciceco.jpg