João Rocha

Prof. Catedrático

Perfil biográfico

ORCID: http://orcid.org/0000-0002-0417-9402

Scopus Author ID: 7202074281

Google Scholar: http://scholar.google.com/citations?user=FVscvjQAAAAJ

                                       JR

João Rocha é Professor Catedrático de Química na Universidade de Aveiro, tendo dirigido o Instituto de Materiais de Aveiro-CICECO de 2002 a 2021.

Presentemente, Coordenador da Comissão Executiva do Conselho dos Laboratórios Associados, um órgão colegial que reúne as direções dos 40 Laboratórios Associados existentes, integra cerca de 100 unidades de investigação de excelência, e representa quase 10.000 investigadores.

 

PRÉMIOS E DISTINÇÕES

João Rocha (n. 1962) é membro da European Academy of Sciences (EURASC), da Académie Royal de Belgique des Science, des Lettres et des Beaux-Arts, e  Membro (desde 2006) Permanente da Academia das Ciências de Lisboa (Química), Fellow da Royal Society of Chemistry e da Chemistry Europe. Entre 2012 e 2014 foi membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (presidido pelo Primeiro Ministro). Em 2017 recebeu o prémio Ferreira da Silva (mais alta distinção) e em 2021 o prémio Romão Dias ambos da Sociedade Portuguesa de Química, em 2020 o prémio Luso-Francês da Société Chimique de France, em 2015 o prémio Medinabeitia-Lourenço, da Real Sociedad Española de Química, em 2004 o Prémio de Excelência Científica, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), e em 1990 um prémio do Emmanuel College, Cambridge (por ter terminado o doutoramento em 2 anos).

EDUCAÇÃO

Licenciou-se em Física e Química, via ensino, em 1985, tendo leccionado um ano na Escola Secundária de José Estêvão em Aveiro. Nesse mesmo ano, tornou-se Assistente Estagiário de Departamento de Química da Universidade de Aveiro.

Em 1988 partiu para Inglaterra onde se doutorou em 1990 no Department of Chemistry da University of Cambridge, com uma dissertação sobre Ressonância Magnética Nuclear (RMN) do Estado Sólido de caulinite e materiais relacionados, sob a orientação do Prof. Jacek Klinowski. Durante cerca de um ano, permaneceu neste Departamento e grupo como pós-doutorado, desenvolvendo estudos de RMN de sólidos de materiais zeolíticos.

Em meados de 1991 regressou ao Departamento de Química da Universidade de Aveiro, onde tem permanecido. Fez a Agregação em Química Inorgânica em 1997.

REGISTO  CIENTÍFICO

João Rocha publicou cerca de 550 artigos em revistas do Science Citation Index e 26 capítulos de livro, que receberam (Google Scholar) ca. 29,000 citações, h index =82 (Scopus, respectivamente ca. 24,000 e 72), e 5 patentes. O ranking da Universidade de Stanford coloca-o no topo 2% dos cientistas do mundo em to das as áreas. Proferiu mais de três centenas e meia de palestras, muitas convidadas, a maior parte das quais em Congressos e instituições científicas internacionais. Orientou 43 pós-doutorados e 36 alunos de doutoramento. Coordenou mais de duas dezenas de projectos (6 Europeus, como PI nacional) e foi consultor de várias empresas.

ACTIVIDADE PROFISSIONAL

É Professor no Departamento de Química da Univdersidade de Aveiro desde 1991, tendo sido promovido a Professor catedrático em 1999. Em Cambridge, fez tutoriais de Química Inorgânica e de RMN. Em 2010 foi professor convidado da Universidade de Oviedo. Foi Vice-Director do European Multifunctional Materials Institute (follow up do European Network of Excellence, FAME).

João Rocha foi membro do júri do prémio IBM Portugal desde 2011, Chair da Commission on Inorganic and Mineral Structures (findo) e consultor da Commission on NMR Crystallography and Related Methods da Internacional Union of Crystallography (IUCr). É coordenador do painel de avaliação PE11 das European Research Council Consolidator Grants, e foi avaliador do painel PE5 das  Senior & Starting Grants. Tem tido uma extensa actividade editorial, nomeadamente Royal Society of Chemistry Nanoscience and Nanotechnology Book Series Editor(finda), Chair do editorial board do European Journal of Inorganic Chemistry (até 2014), e membro dos editorial boards de Comptes Rendues de la Académie des Sciences-ChimieSolid State NMR (findo)Chemistry a European Journal (finda)Solid State Sciences, e Editorial Advisor do BMC Chemical Engineering (findo). É membro da Sociedade Portuguesa de Química (esteve na direcção como Secretário Adjunto em 1998-2000). 

Representou a FCT em Chairman of the European Research Councils of Chemistry (2005-07) e no sincrotrão ESRF-Grenoble (2004-06). Foi membro do Conselho Científico (Ciências Exatas) da FCT (2005-06), Secretário Executivo do Instituto de Investigação da Universidade de Aveiro (1999-2000). Coordenou o painel de avaliação de bolsas da FCT na área das Ciências e Engenharia de Materiais. Em 2003 coordenou o painel que avaliou as Unidades de Investigação nesta área. Integra o painel de avaliação dos projectos franceses LABEX.

Tem estado envolvido em alguns projetos (incluindo QREN) com o sector empresarial, desenvolvendo uma atividade regular de consultoria técnico-científica.

O seu grande interesse em divulgação e promoção da Ciência foi motivado pela licenciatura em Ensino de Física e Química. Foi consultor de novos programas de Química do 10º, 11º e 12º anos  (2000 – 2002). Em Outubro de 2004 coordenou uma equipa de trabalho que preparou, a pedido do Secretário de Estado da Educação, um documento sobre os principais problemas do ensino da Química em Portugal (Básico e Secundário).

OUTROS INTERESSES

Enquanto Secretário Adjunto da Sociedade Portuguesa de Química (1998-2000), relançou a “Divisão de Ensino e Divulgação da Química” e as “Olimpíadas Nacionais de Química”. Participou na organização em Aveiro da 6th European Conference on Research in Chemical Education. Faz anualmente palestras em Escolas Secundárias e participa em “Cafés de Ciência”, etc. Tem escrito pequenos artigos de divulgação para jornais regionais, Público e Expresso. Participou em alguns programas de rádio e de TV. É apaixonado pela Natureza e é um bird watcher experiente. Outras paixões sérias: karaté (2º Dan Shotokan Kase Ha), jardinagem, música (ópera, em particular), fotografia da Natureza e poesia.

Principais colaboradores

Manuel Souto, Andrei Kholkin, Luís Carlos, Artur Silva, Filipe Paz, Luís Mafra, Zhi Lin, Duarte Ananias, Eduarda Pereira, Carlos Silva, Carlos Brites; Carlos Geraldes (Coimbra); Marie-Helene Delville (Bordeaux); Xiaogang Liu (NUS Singapore); Reda Abdelhameed (National Research Centre, Giza, Egipt)

Interesses científicos

CONTRIBUIÇÕES CIENTÍFICAS PRINCIPAIS  

• Created a field of materials akin to zeolites: microporous silicates of transition metals and lanthanides (over 100 novel Ti, Zr, V, Nb, Cu, Sn, Ca, Y, Ce and other Ln silicates, so-called AV and AM materials) processed in the form of powders, membranes and films. To be clear, these are stoichiometric materials, not metal-doped zeolites, whose archetypal solid is titanium silicate ETS-10 (Nature367: 347, 1994). He has explored applications in luminescence (J. Am. Chem. Soc., 137: 3051, 2015), catalysis, gas sorption and separation, ion exchange, magnetism and as MRI contrast agentes (J. Phys. Chem. B, 1997, 10: 7114, 1997, Eur. J. Inorg. Chem., 801, 2000J. Am. Chem. Soc., 125: 14573, 2003Angew. Chem. Int. Ed., 45: 7938, 2006J. Am. Chem. Soc., 131: 8620, 2009J. Am. Chem. Soc., 137: 3051, 2015). Outstandingly, one zirconium silicate has found a real commercial application as a drug for the treatment of hyperkalemia.

• Developed unprecedented luminescent lanthanide-bearing Metal Organic Frameworks (MOFs) and coordination polymers (Angew. Chem. Int. Ed., 47: 1080, 2008) and, in particular, pioneered the field of MOFs nanothermometry (ACS Nano7: 7213, 2013Adv. Funct. Mater., 25: 2824, 2015Chem. Eur. J., 22: 14782, 2016). Representative other contributions include MOFs transposition of chirality (Inorg. Chem., 51: 1703, 2012), Chem. Commun., 49: 11668, 2013), 2D-3D interconvertible MOFs, and photocatalytic MOFs – Cr(III) and Ag nanoparticles composites (Chem. Eur. J., 21: 11072, 2015).

• Became interested in MOFs and COFs for Li ion batteries expanded due to a competitive FCT project grant and the ERC Starting grant to my co-worker M. Souto. We are focusing on electroactive organic ligands for electronic applications, including perylene materials (Inorg. Chem., 62: 7834, 2023) and multivariate radical MOFs (Chem. Mater, 10.1021/acs.chemmater.3c02460), with notable success in COFs synthesis too (Angew. Chem.Int. Ed., 62: e202302872(1 of 9), 2023).

• Designed a photoresponsive crystalline organic-inorganic hybrid ferroelectric material with a high Curie temperature (423 K), paving the way for accomplishing multiple-state ferroelectric memories, optical switches, and various optoelectronic devices (J. Am. Chem. Soc.,142: 16990, 2020, J. Am. Chem. Soc., 2023, doi.org/10.1021/jacs.3c01530).

 Developed oxide nanoparticles for imaging contrast agents (ACS Nano, 4: 5339, 2010), bimodal imaging (Biomater., 33: 925, 2012), and thermometry (Nature Nanotech11: 851, 2016Adv. Mater., 35: 4868, 2013).

 Designed materials for small-drugs release (including NO, J. Am. Chem. Soc., 133: 6396, 2011).

• Devised materials for a more sustainable World (including anti-mosquito nets, ACS Appl. Mater. Interfaces9: 22112, 2017; and uranyl capture Angew. Chem., Intl. Ed., 58: 1, 2019).

• Designed (ca. 40) heterogeneous catalysts based on mesoporous silicas derivatized with metal complexes (J. Mater. Chem., 12: 1735, 2002), and ordered benzene-silica hybrids with molecular-scale periodicity in the walls and different mesopore sizes (J. Mater. Chem., 13:1910, 2003).

• Elucidated the structure of minerals using NMR and XRD techniques (J. Am. Chem. Soc., 113: 7100, 1991J. Am. Chem. Soc., 114: 6867, 1992Am. Mineral., 103: 812, 2018).

• Investigated the mechanisms of adsorption and activation of CO2 on nanoporous materials (Chem. Mater., 23: 1387, 2011).

• Pioneered the development and application of solid-state NMR techniques for studying (i) quadrupolar (I>1/2) nuclei, encompassing 2H exchange NMR (J. Am. Chem. Soc., 114: 6867, 1992), quadrupole nutation and DOR (Solid State NMR1: 217, 1992), multiple-quantum MAS NMR and related techniques (FAM MQ MAS, HETCOR MQ MAS, ST MAS, I-ST MAS...) (J. Phys. Chem., 100: 17889, 1996Solid State NMR, 21: 61, 2002Magn. Reson. Chem., 41: 679, 2003), and (ii) 1H high-resolution CRAMPS techniques (FSLG, PMLG, DUMBO) (J. Mag. Reson., 199: 111, 2009Chem. Phys. Lett., 470: 337, 2009). Recent interests include NMR crystallography (Cryst. Grow Design, 13: 2390, 2013) and the development of molecules, such as trimethylphosphine oxide, to study by NMR zeolite's acidity (J. Am. Chem. Soc., 143: 13616, 2021).

IMPACTO SOCIETAL

Rocha é conhecido principalmente por ter estendido o campo dos materiais zeolíticos aos silicatos de metais transiçãoe de lantanídeos. Notavelmente, uma das minhas criações, AV-13 (Inorg. Chim. Acta, 356: 19, 2003), foi posteriormente modificada e avaliada pela ZS Pharma, agora parte da AstraZeneca, para o tratamento da hipercalemia (excesso de potássio no sangue). Essa inovação levou ao desenvolvimento do Lokelma, um medicamento administrado por via oral que recebeu aprovação tanto da FDA quanto da EMA e agora está disponível nos mercados e instituições de toda a Europa (incluindo hospitais em Portugal), nos Estados Unidos, China e Japão. Actuei como líder de projeto e consultor para essas empresas de 2016 a 2018, tendo assim um impacto significativo na indústria farmacêutica e melhorando o atendimento aos pacientes em todo o mundo.

                                             

Actividade pedagógica

O João encontra-se, presentemente, em licença sabática. Normalmente, rege disciplinas de Química Inorgânica e de Materiais e Espectroscopia de RMN de Sólidos.

Grupo de Investigação