Tese premiada propõe nanobiomateriais híbridos para descontaminar água
2022-07-08
Sofia Soares desenvolveu o trabalho sob a orientação de Ana Luísa Daniel da Silva e Tito Trindade.

Uma solução desafiadora, do ponto de vista científico, envolvendo nanomateriais magnéticos híbridos constituídos por biopolímeros e sílica, foi proposta para remoção de fármacos e pesticidas em águas contaminadas. A proposta, desenvolvida por Sofia Soares, no âmbito de uma tese de doutoramento da Universidade de Aveiro (UA), mereceu o primeiro prémio da International Sol-Gel Society (ISGS).

"Este prémio significa um reconhecimento tanto nacional como internacional de todo o esforço desempenhado ao longo dos anos de investigação no âmbito do meu doutoramento na UA. Para mim, ganhar esta distinção veio reforçar que todo o esforço e todas as batalhas vencidas têm agora um sabor ainda mais especial, comprovando assim o sucesso do trabalho desenvolvido bem como a excelente orientação por parte dos meus orientadores”. Sofia Soares, doutorada em Nanociências e Nanotecnologia pela UA, comenta assim a conquista do Prémio da International Sol-Gel Society, ex aequo com a tese de Emanuel Carlos, defendida na Universidade Nova de Lisboa. O estudo foi desenvolvido no CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro, sob orientação científica de Ana Luísa Daniel da Silva e coorientação de Tito Trindade, respetivamente, investigadora e professor do Departamento de Química da UA.

A doutorada pela UA considera que a distinção “poderá contribuir para o desenvolvimento de aplicações industriais atrativas na resolução de um problema ambiental real (contaminação de águas)”. A nível internacional, Sofia Soares salienta que esta validação do trabalho pelo júri internacional poderá trazer maior visibilidade, tanto aos investigadores que desenvolveram o trabalho, como à instituição de acolhimento que “garantiu as condições necessários para que o trabalho fosse desenvolvido com sucesso”.

A investigadora entende que o trabalho desenvolvido na tese "Nanoadsorventes bio-híbridos magnéticos para a remoção de poluentes farmacêuticos e pesticidas da água" é, “sem dúvida, uma excelente contribuição para o avanço do conhecimento científico no campo da química de sol-gel”. E explica porquê. A preparação de nanomateriais híbridos de biopolímero-silica “é muito desafiadora devido à baixa compatibilidade dos biopolímeros naturais com os precursores comuns de sílica”. No entanto, a abordagem sintética desenvolvida nesta tese de doutoramento “permitiu preparar híbridos classe II com uma composição química homogénea, elevado teor de biopolímeros e um elevado controlo da morfologia”. “Esta via sintética é versátil e foi empregue com sucesso em diferentes biopolímeros (por exemplo, gelatina e polissacarídeos), levando à preparação de uma ampla gama de bio-híbridos com composição e propriedades variáveis”.

A doutorada ambiciona continuar a profundar o estudo e chegar a uma solução aplicável em situação real. O projeto Prova de Conceito BIOMAG, recentemente aprovado para financiamento pelo CENTRO 2020, permitirá à equipa continuar a trabalhar nesse sentido.

Informação adicional: https://www.isgs.org/community/the-isgs-phd-thesis-award-prize-for-2021-goes-to/

Share to Facebook Share to Twitter Share to Google+ Share to LinkedIn
Apoio

1suponsers_list_ciceco.jpg