Nova tecnologia: modelos 3D de tumores pancreáticos
2022-10-14
Membros do grupo COMPASS submetem nova patente internacional com tecnologia que permite imitar diferentes tipos de morfologias de tumores pancreáticos em laboratório.

Uma nova tecnologia que permite a modelação 3D in vitro de tumores pancreáticos, desenvolvida no CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro, foi alvo de pedido internacional de patente com o apoio da UACOOPERA, estrutura de interface da Universidade de Aveiro (UA) com o exterior. Esta invenção do grupo COMPASS permite o desenvolvimento de mini-tecidos tumorais no laboratório para acelerar a descoberta e testagem de novas metodologias terapêuticas para este tipo de cancro.

O adenocarcinoma ductal pancreático é o tipo de cancro pancreático mais fatal e mais comum, representando cerca de 95% de todos os cancros pancreáticos diagnosticados. Em Portugal, este tipo de cancro é atualmente também um dos mais mortíferos, prevendo-se que se torne a principal causa de morte por cancro no país em 2030.

A investigação do grupo de investigação COMPASS liderado por João Mano, professor do Departamento de Química (DQ) da Universidade de Aveiro (UA) e membro do laboratório associado CICECO e professor do DQ, desenvolveu um modelo de tecido tumoral pancreático tridimensional in vitro, com a morfologia encontrada nos tumores humanos, no âmbito do projeto do PANGEIA (financiado no âmbito do POCI, pelo FEDER), coordenado por Vítor Gaspar. Esta tecnologia permite mimetizar diferentes tipos morfologias de tumores pancreáticos em laboratório, podendo ser a base de um kit para avaliação de terapias avançadas ou personalizadas, baseadas em imunoterapia ou Nanomedicina num contexto mais próximo do real no paciente.

Adicionalmente, a tecnologia agora desenvolvida abre ainda novas linhas de investigação ao nível dos estudos fundamentais da biologia do cancro e do diagnóstico, incluindo o estudo e descoberta de novos biomarcadores ou mecanismos de resistência a fármacos, assim como abre portas para a modelação computacional do desenvolvimento do tumor.

Um grupo de inventores da presente tecnologia, também com o apoio da UACOOPERA, criou a spin-off Cellularis Biomodels, para explorar comercialmente este novo modelo de doença tumoral.

Share to Facebook Share to Twitter Share to Google+ Share to LinkedIn
Apoio

1suponsers_list_ciceco.jpg